Audiolivros

 

Abaixo, os audiolivros publicados até o presente momento. Clique na imagem para ter acesso à ficha técnica e à apresentação do livro.

 

O audiolivro Três vivas para o bebê!!! é a transposição para mídia sonora de uma cartilha homônima, que foi impressa e distribuída gratuitamente pelo Projeto Abraço em parceria com o Movimento Down, em 2016. A gravação em audiolivro dará maior acessibilidade a esse guia para mães e pais de crianças com microcefalia, em que as informações da cartilha são passadas para os ouvintes, de forma leve e agradável, simulando um programa de rádio para o qual as mães ligam para tirar suas dúvidas. O audiolivro foi produzido, ao longo dos anos de 2016 e 2017, pelo Grupo de Pesquisa coordenado pela Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio, o Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM): Estudos de Tradução Interlingual e Interartes, Universidade Federal da Bahia.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

O audiolivro A Máquina do Tempo consiste na tradução da obra The Time Machine do autor britânico H. G. Wells para o português, que foi adaptada e gravada em audiolivro. Trata-se de um texto de ficção científica que lida com o conceito de viagem no tempo. O romance foi traduzido por pesquisadores do Grupo de Pesquisa Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM): Estudos de Tradução Interlingual e Interartes, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Sílvia Maria Guerra Anastácio. O Projeto tem como objetivo enriquecer o mercado de mídias sonoras com audiolivros produzidos a partir da publicação de obras literárias traduzidas para o português. Este audiolivro encontra-se acessível em diversos formatos: além da versão impressa, contém também uma versão interpretada por atores e outra em PDF, preparada especialmente para os deficientes visuais.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

a guerra dos mundoscapa

O audiolivro A Guerra dos Mundos consiste na tradução da obra The War of the Worlds do autor britânico H. G. Wells para o português, que foi adaptada e gravada em audiolivro por pesquisadores do Grupo Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (Pro.Som), coordenado pela Prof.ª Dr.ª Sílvia Maria Guerra Anastácio, organizadora deste audiolivro. A história de A Guerra dos Mundos tem como protagonista um geneticista que vivencia a invasão da Terra, retratando momentos de perda frente a um mundo que está prestes a ser destruído por seres de outro planeta, causando grande terror e pânico em toda a população. A organizadora deste audiolivro, a Professora Titular do Instituto de Letras da UFBA (desde 2000); Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras” (Pro.Som) e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens e Estudos de Tradução. Pesquisa: processos de criação em diversas linguagens; tradução; intermidialidade; estudos interartes; acessibilidade; estudo de narrativas e produção de mídias sonoras.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

acendedoracapa

A peça radiofônica The Lamplighter (2008) da autora escocesa Jackie Kay foi traduzida para o português como A Acendedora de Lampiões por pesquisadores do Grupo Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (Pro.Som), coordenado pela Prof.a Dr.a Sílvia Maria Guerra Anastácio, organizadora deste audiolivro. Em seguida, o texto traduzido foi adaptado e gravado em audiolivro, contando com a participação de pesquisadores bolsistas e voluntários para a realização do trabalho. A peça retrata a época da colonização e da escravização de povos africanos pelos ingleses, demonstrando como era feito o transporte desses escravos para regiões de plantio e, posteriormente, o trabalho forçado aos quais eram submetidos. Focaliza, em especial, o tratamento que mulheres e crianças receberam ao longo dos séculos XVIII e XIX, época em que eram retiradas à força de sua terra natal, representando os sentimentos de perda que sofriam de sua família, de sua terra natal e de sua liberdade. A Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio, organizadora do audiolivro, é formada em Letras, com Especialização em Tradução, Interpretação e Revisão pela PUC-RJ, Mestrado em Literaturas de Língua Inglesa pela UFRJ, Doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, Pós-Doutorado em Literatura Comparada pela UFMG e está concluindo Estágio de Pós-Doutorado na PUC-SP em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD). É Professora Titular do Instituto de Letras da UFBA (desde 2000); Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras” (PRO.SOM) e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens e Estudos de Tradução. Pesquisa: processos de criação em diversas linguagens; tradução; intermidialidade; estudos interartes; acessibilidade; estudo de narrativas e produção de mídias sonoras.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

sensaçõescapa

O audiolivro Sensações de um Teatro da Mente contém a tradução para o português do conto “O Papel de Parede Amarelo” da autora americana Charlotte Perkins Gilman, bem como contos de Margaret Atwood, “A Página”, “Crime na Escuridão”, “Instruções para o uso do terceiro olho” e “Finais Felizes”. Os textos foram adaptados e gravados em audiolivro por pesquisadores do Grupo Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (Pro.Som), coordenado pela Prof.ª Dr.ª Sílvia Anastácio, organizadora deste audiolivro. O primeiro conto retrata os sentimentos de uma personagem com problemas mentais que, sozinha em um quarto coberto com um papel de parede amarelo, revela suas emoções mais profundas e, ao se deparar com uma linha tênue entre o medo e a loucura, encontra a liberdade. Os contos de Atwood retratam o processo de escritura e o papel do escritor de maneira diversificada e instigante. A organizadora deste audiolivro, a Professora Titular do Instituto de Letras da UFBA (desde 2000); Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras” (Pro.Som) e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens e Estudos de Tradução. Pesquisa: processos de criação em diversas linguagens; tradução; intermidialidade; estudos interartes; acessibilidade; estudo de narrativas e produção de mídias sonoras.

 

 

soltando a imaginaçãocapa (1)

O audiolivro Soltando a Imaginação: Lendas e Contos Infantis reúne diversos contos e lendas traduzidos do inglês e do alemão para o português. Os textos então traduzidos foram adaptados para audiolivro e gravados em mídia sonora. Alguns textos apresentam uma temática infantil, especialmente os contos de Hans Christian Andersen, dentre os quais podemos destacar “O Linho”, “O Porcofrinho” e “O Pião e a Bola”, além do conto “Sobre o que escrever?”, que traz uma crítica interessante acerca do processo de escritura de textos literários. Ainda acerca da temática infantil, os textos da autora Beatrix Potter, “Peter Coelho” e “A História de Dois Ratinhos Travessos”, apresentam alguns animais como protagonistas das histórias que retrata. Além disso, os textos “O Gigante Egoísta”, de Oscar Wilde, e outros dois de autoria desconhecida, “Askeladden e o Troll que comeu demais” e “Em busca da galinha perdida”, trazem figuras lendárias para a história, como Trolls e Gigantes. O trabalho realizado envolveu docentes, bem como alunos bolsistas e voluntários do Instituto de Letras e da Escola de Teatro da UFBA. O audiolivro foi organizado pela Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio e pela Profa. Dra. Marlene Holzhausen, respectivamente coordenadora e vice-coordenadora do Grupo de Pesquisa Tradução, Processo de criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM) do Instituto de Letras da UFBA. A Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio é Professora Titular do Instituto de Letras da UFBA e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens. A Profa. Dra. Marlene Holzhausen é Professor Associado da Universidade Federal da Bahia e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

uma luz na escuridãocapa

O audiolivro Uma Luz na Escuridão apresenta os contos “A Cega e a Negra – uma fábula” (2008), de Miriam Alves; e “A Terra dos Cegos”, tradução de The Country of the Blind (1904), de H. G. Wells. O primeiro conto retrata o encontro entre duas mulheres que enfrentam situações diversas de preconceito, demonstrando de que forma a amizade pode vencer quaisquer dificuldades que, vez por outra, apresentam-se na sociedade. Assim, da mesma forma como uma aranha cria sua teia, a amizade tece e une a vida das duas personagens, abrindo-se novas oportunidades para ambas. O conto de Wells aborda a temática da deficiência visual, em que ver não é considerada uma habilidade primordial, mas o relacionamento em comunidade e o respeito mútuo apresentam-se como necessários para a sobrevivência. A Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio, uma das organizadoras do audiolivro Uma Luz na Escuridão, é Professora Titular do Instituto de Letras da UFBA (desde 2000); Coordenadora do Grupo de Pesquisa “Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras”, Pro.Som, e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura, na linha de pesquisa Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens. A Profa. Dra. Lucia Terezinha Zanato Tureck, outra organizadora do audiolivro, é docente do Colegiado de Pedagogia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, no campus de Cascavel, Paraná; pesquisadora e integrante do Programa Institucional de Ações Relativas às Pessoas com Necessidades Especiais.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

vozescapa

O audiolivro Vozes da Memória reúne contos traduzidos do inglês e do alemão para o português, que foram então adaptados para audiolivro e gravados em mídia sonora. Alguns contos selecionados trazem a temática da memória no contexto familiar, na infância, bem como o apagamento da memória com o passar dos anos. Também, uma das histórias retrata o reencontro entre um casal que acontece em uma circunstância inteiramente inesperada cerca de cinquenta anos depois, enquanto em outro conto a relação entre mãe e filha se estabelece em um contexto de abuso, abandono e solidão. O trabalho realizado envolveu docentes, bem como alunos bolsistas e voluntários do Instituto de Letras e da Escola de Teatro da UFBA. O audiolivro foi organizado pela Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio e pela Profa. Dra. Marlene Holzhausen, respectivamente coordenadora e vice-coordenadora do Grupo de Pesquisa Tradução, Processo de criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM) do Instituto de Letras da UFBA. A Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio é Professora Titular do Instituto de Letras da UFBA e atua na Pós-Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Crítica e Processos de Criação em Diversas Linguagens. A Profa. Dra. Marlene Holzhausen é Professor Associado da Universidade Federal da Bahia e atua na Pós- Graduação da UFBA em Literatura e Cultura na linha de pesquisa Estudos de Tradução Cultural e Intersemiótica.

DOWNLOAD no Repositório UFBA

 

 

Capa_O caminho para Meca marca escolhida

The Road to Mecca, peça publicada em 1985 por Athol Fugard, foi traduzida como O Caminho para Meca, em 2009, pela Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio e por pesquisadores de iniciação científica da Universidade Federal da Bahia, integrantes do Grupo de Pesquisa Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM). O Caminho para Meca é uma peça política, que aborda a questão da intolerância ao diferente em uma pequena cidade do interior da África do Sul. Conta a história de Helen, viúva de quase setenta anos, que mora sozinha em Nova Bethesda. Helen é mal vista pelos moradores da comunidade por seu comportamento excêntrico, especialmente por fazer esculturas consideradas monstruosas. A visita inesperada de sua jovem amiga, a professora Elsa Barlow, mudará a vida de Helen, que está prestes a ir morar em um asilo de idosos, encorajada pelo pastor da região. A peça O Caminho para Meca  foi inspirada na história de Helen Martins, que morou em Nieu-Bethesda, África do Sul, cuja casa, The Owl House, é hoje um monumento nacional, que atrai turistas e visitantes da região. A gravação da peça em audiolivro (2009) contou com a participação dos atores Gideon Rosa, Joana Schnitman, Fernando Neves e Simone Brault; do técnico Luís Gonçalves e do diretor Ewald Hackler. Também disponível no formato MECDAISY (leitura branca para pessoas com deficiência visual). Com o Projeto PRO.SOM, busca-se produzir audiolivros para o mercado brasileiro e, assim, dar acessibilidade a obras literárias originalmente escritas em língua estrangeira e traduzidas para o português. Como parte privilegiada desse público alvo, destacam-se pessoas com deficiência visual, o que faz do PRO.SOM um projeto que privilegie a questão da inclusão social.

 

 

Na Vila capa

O conto In the village de Elizabeth Bishop foi traduzido para o português como Na vila pela Profa. Dra. Sílvia Maria Guerra Anastácio e pesquisadores de iniciação científica. Esta tradução e gravação, que data de 2009, é a primeira publicação vinculada ao Grupo de Pesquisa Tradução, Processo de Criação e Mídias Sonoras (PRO.SOM), coordenado pela Profa. Dra. Sílvia Anastácio da UFBA. Este conta com alunos e professores de inglês e alemão do Departamento de Letras Germânicas, e tem também como parceiros importantes um grupo de alunos e professores da Escola de Teatro da UFBA. O objetivo principal é traduzir textos em língua inglesa e alemã para o português, que são gravados em mídias sonoras (uma versão para audiolivro com leitura dramatizada; e outra versão em MECDaisy, com uma leitura branca para pessoas com deficiência visual). O objetivo geral é acompanhar a trajetória da tradução desses textos e registrar como ocorre a sua passagem para uma mídia sonora. Com tal projeto, busca-se produzir um número maior de audiolivros no mercado brasileiro, que ainda é muito escasso, além de dar acessibilidade a obras literárias em línguas estrangeiras. O projeto tem a pessoa com deficiência visual como seu público-alvo privilegiado, dando-lhe acesso a textos literários com o auxílio das mídias produzidas e buscando, assim, trabalhar com a questão da inclusão social.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: